Paulo Portas defende sanções para "aqueles que persistirem na execução de ações inconstitucionais" na Guiné-Bissau

por Pedro Araújo Pina

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros exigiu a libertação dos responsáveis políticos ilegalmente detidos na Guiné-Bissau, bem como a reposição da ordem constitucional e conclusão do processo eleitoral, "que foi reconhecido como transparente e livre".