Pelo menos 21 civis mortos na ofensiva turca no nordeste da Síria

por Lusa

Cairo, 12 out 2019 (Lusa) -- O número de civis mortos na ofensiva turca no nordeste da Síria, que teve início na quarta-feira, subiu para 21, divulgou hoje a organização Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

A organização, que conta com uma ampla rede de observadores no terreno, disse que há feridos, mas não precisou o número exato.

O OSDH indicou ainda que há 74 mortos entre as Forças Democráticas da Síria (FDS), uma aliança de milícias liderada pelos curdos, diante do avanço do exército turco.

Entre as forças turcas oito soldados morreram e entre as milícias da oposição síria aliadas de Ancara houve 49 mortos.

A Turquia anunciou também hoje que as suas forças capturaram a cidade de Ras al-Ain, no nordeste da Síria, após quatro dias de bombardeamentos e combates contra as milícias curdo-sírias na região.

As Forças Democráticas da Síria integram as Unidas de Proteção do Povo (YPG), milícia curdo-síria, e outras forças árabes que combateram o Estado Islâmico (EI) na Síria.

A Turquia declarou que o objetivo da ofensiva na Síria é combater e afastar da região as YPG - apoiada até agora por forças ocidentais, entre os quais os Estados Unidos da América, pelo combate ao EI - que os turcos consideram uma organização terrorista pelas suas ligações com uma insurgência curda na Turquia.

Tópicos