Pelo menos 56 pessoas continuam desaparecidas em naufrágio na Tailândia

| Mundo

Pelo menos 56 pessoas continuam desaparecidas, após a embarcação onde seguiam se ter virado, na quinta-feira, a sul da Tailândia, ao largo da ilha turística de Phuket, indicou hoje um novo balanço das autoridades locais.

A bordo da embarcação estavam 105 pessoas, 93 dos quais turistas, na maioria de nacionalidade chinesa. De acordo com a polícia tailandesa, pelo menos uma pessoa morreu, 48 pessoas foram resgatadas e 12 foram hospitalizadas em centros locais.

Esta embarcação afundou-se nas proximidades da ilha de Hae (coral), a cerca de dez quilómetros a sul de Phuket.

As buscas, que tinham sido suspensas na quinta-feira devido às condições meteorológicas adversas, nomeadamente ondulação intensa e ventos fortes, que afetam a zona, foram reativadas nesta manhã, afirmou o comandante da polícia de Phuket, Teerapol Tipcharoen.

Também na quinta-feira, uma segunda embarcação de turismo naufragou a sudeste da ilha da Phuket.

As autoridades locais confirmaram que os 39 turistas europeus e chineses, a bordo da segunda embarcação, foram todos resgatados.

As previsões meteorológicas indicam que a zona vai ser afetada por condições adversas até à próxima terça-feira.

A temporada de monções, caraterizada por chuvas fortes, afeta todos os anos, entre junho e outubro, a Tailândia.

Tópicos:

Hae, Tailândia,

A informação mais vista

+ Em Foco

A revelação foi feita durante uma entrevista exclusiva à RTP à margem da cimeira de CPLP, que decorreu esta semana em Cabo Verde.

Em entrevista à RTP, Graça Machel revela que o grande segredo de Nelson Mandela era fazer sentir a cada pessoa com quem falava que era a mais importante.

Cientistas australianos descobriram uma nova subespécie de cobra. A descoberta acidental veio demonstrar que o animal poderá estar em perigo de extinção.

Um grupo de astrónomos dos Estados Unidos descobriu que Júpiter tem mais 12 luas. O gigante gasoso tem agora 79 satélites naturais.