Pelo menos dois mortos e dez feridos em explosão no centro da Bolívia

| Mundo

|

Pelo menos duas pessoas morreram e dez ficaram feridas numa explosão na terça-feira à noite na região boliviana de Altiplano, no centro do país, disseram responsáveis da Bolívia.

O ministro do Interior boliviano, Carlos Romero, afirmou que três pessoas foram detidas, na sequência da explosão registada na noite de terça-feira, em Oruro.

A empresa de gás estatal boliviana YPFB descartou que a explosão de terça-feira à noite tenha sido originada por uma fuga de gás doméstico.

"Não foi causada por uma fuga da gás doméstico", garantiu, em comunicado, Yacimientos Petroliferos Fiscales de Bolivia (YPFB).

Na noite de sábado passado, durante as festividades do Carnaval, oito pessoas morreram e 40 ficaram feridas numa explosão atribuída a uma fuga numa botija de gás.

A explosão de terça-feira também ocorreu em Oruro, a um quarteirão de distância do local onde se registou o acidente no sábado passado.

Romero acrescentou que os investigadores continuam a analisar a primeira explosão para determinar se foi causada por uma ligação defeituosa na botija de gás.

O governador de Oruro, Victor Hugo Vasquez, qualificou a explosão de "ato criminoso".

Numa mensagem através da rede Twitter, o Presidente da Bolívia, Evo Morales, manifestou a sua consternação "por a tragédia e a morte de inocentes enlutar o país, com uma nova explosão em Oruro".

"Ordenei uma investigação rápida e exaustiva até que sejam encontradas as causas", garantiu Morales na mesma mensagem, na qual expressou ainda solidariedade "aos feridos e familiares das vítimas".

Tópicos:

Oruro Victor,

A informação mais vista

+ Em Foco

No 20.º aniversário da Exposição Universal sobre os Oceanos, a Antena 1 e a RTP estiveram à conversa com alguns dos protagonistas do evento.

    Um dos mais conceituados politólogos sul-coreanos revelou à RTP o modo de pensar e agir de Pyongyang.

    Portugal foi oficialmente um país neutro na 2ª guerra Mundial. Mas isso não impediu que quase mil portugueses tivessem sido deportados, feitos prisioneiros ou escravos pelos nazis.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.