Pelo menos um polícia morto e cinco feridos em três ataques armados na Guatemala

| Mundo

Um polícia morreu na segunda-feira na sequência de três ataques armados perpetrados contra membros da Polícia Civil Nacional da Guatemala, os quais resultaram ainda em seis feridos, incluindo um civil.

A polícia guatemalteca indicou que um agente de 30 anos foi morto num tiroteio com grupos de crime organizado numa zona da capital, durante o qual um outro polícia ficou ferido, tendo sido transportado para o hospital.

As autoridades detiveram um suspeito, um jovem de 19 anos, que estaria a tentar fugir do local em motorizada.

Num segundo ataque, que teve lugar numa outra zona da cidade, três polícias e um civil sofreram ferimentos de bala.

Num terceiro incidente ficou ferido um outro agente, desconhecendo-se a circunstância e a gravidade do seu estado.

No mês passado, a Polícia Civil Nacional da Guatemala foi alvo de uma série de ataques que o Governo considerou estarem relacionados com uma presumível reestruturação no seio de grupos criminosos.

A Guatemala é um dos países mais violentos do mundo com uma média de 16 assassínios por dia.

A informação mais vista

+ Em Foco

Um mês depois dos incêndios, ainda há raízes em combustão sob a terra no concelho de Pedrógão Grande. Reunimos aqui um conjunto de vídeos em 360 graus captados no local.

A 17 de junho, Portugal começou a assistir ao mais mortífero incêndio de sempre. A paisagem de Pedrógão Grande mantém-se em tons de sépia. Um cenário captado pelo fotojornalista Pedro A. Pina.

    Nos últimos dois anos a RTP ouviu três vozes com diferentes perspetivas do conflito israelo-palestiniano: Miko Peled, Shahd Whadi e Tamir Ginz.

    Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A caminho das autárquicas a Antena 1 fixa o país em 20 retratos.