PR angolano transmite "tristeza e consternação" a Portugal

| Mundo

O Presidente de Angola expressou hoje a sua "tristeza e consternação" pela tragédia ocorrida em Portugal, com a morte de mais de 60 pessoas, vítimas do incêndio que deflagrou em Pedrógão Grande.

Na mensagem que José Eduardo dos Santos endereçou ao seu homólogo português, Marcelo Rebelo de Sousa, hoje divulgada, o chefe de Estado angolano estendeu os seus sentimentos de pesar ao povo e às famílias enlutadas.

O fogo deflagrou ao início da tarde de sábado, numa área florestal em Escalos Fundeiros, Pedrógão Grande, e alastrou aos municípios vizinhos de Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, obrigando a evacuar povoações ou deixando-as isoladas.

O balanço mais recente deste incêndio dá conta de 62 mortos e 62 feridos, entre os quais dois em estado grave.

Tópicos:

Castanheira Pera Figueiró, Escalos Fundeiros Pedrógão, Pedrogão,

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    A deriva independentista do nacionalismo catalão está a revelar-se mais grave do que Madrid previa inicialmente. Temos posições que não permitem qualquer margem para diálogo e que conduziram o processo a um impasse.

    Um ensaio do LNEC e do Instituto Superior Técnico, no âmbito do KnowRisk, evidencia a importância da tomada de medidas preventivas. Veja os vídeos e compare os dois casos.

    A Alemanha aproxima-se da data do escrutínio de 24 de Setembro com uma economia próspera: muita exportação, muita construção, receitas fiscais abundantes, orçamentos públicos excedentários. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.