Presidente do PE quer que Zuckerberg diga que medidas tomará para defender cidadãos

| Mundo

|

O presidente do Parlamento Europeu (PE), Antonio Tajani, esclareceu hoje que a deslocação de Mark Zuckerberg ao Parlamento servirá para perceber o que o fundador do Facebook pretende fazer para “defender os cidadãos europeus” antes das próximas eleições europeias.

“Queremos saber o porquê de o Facebook ter decidido pôr na mesa o nome dos cidadãos europeus e pretendemos perceber o que vão fazer antes das eleições europeias. É um debate muito importante, queremos saber a história e o que querem fazer nos próximos meses para defender os cidadãos europeus”, elucidou o presidente do PE à entrada para a Cimeira União Europeia-Balcãs, em Sófia (Bulgária).

Mark Zuckerberg aceitou na quarta-feira deslocar-se a Bruxelas para se reunir com “representantes do Parlamento Europeu” sobre a utilização de dados pessoais de milhões de utilizadores daquela rede social.

A audiência do fundador do Facebook decorrerá à porta fechada, com Zuckerberg a reunir-se com Antonio Tajani, com os presidentes dos grupos políticos e com o presidente e o relator da comissão de Liberdades Civis e Justiça.

De acordo com o político italiano, o PE pretende ouvir responsáveis de outras redes sociais, de modo a garantir a existência de “boas regras de proteção dos direitos dos cidadãos”.

O PE manifestou interesse em conhecer o alcance do uso abusivo de dados pessoais de utilizadores do Facebook, nomeadamente pela empresa Cambrige Analytica, para interferir em campanha políticas, designadamente a do referendo sobre o ‘Brexit’.

Tópicos:

Antonio Tajani, Mark Zuckerberg, Parlamento Europeu, inquirição, Facebook,

A informação mais vista

+ Em Foco

Ocupou durante 60 anos vários cargos nas Nações Unidas e viria a deixar a sua marca na história da organização. Kofi Annan morreu em Berna aos 80 anos.

Quem pensa que a “Guerra das Estrelas” é apenas o título de uma saga de ficção científica não está a par do que Estados Unidos e Rússia estão a engendrar.

Uma semana após a extinção do incêndio de Monchique, a televisão pública esteve no barlavento algarvio com uma emissão especial sobre o cíclico flagelo dos incêndios e as alterações climáticas.

    Fãs de Aretha Franklin homenagearam a icónica cantora norte-americana em várias cidades dos Estados Unidos. A rainha da Soul morreu na manhã de quinta-feira na sua casa em Detroit.