Raide aéreo mata 45 elementos do Estado Islâmico

| Mundo

Quarenta e cinco elementos do grupo autointitulado Estado Islâmico foram mortos, entre os quais alguns altos responsáveis, num raide aéreo iraquiano lançado numa zona da Síria, segundo um comunicado militar.

A operação, iniciada na sexta-feira por aviões F-16, foi realizada por ordem do primeiro-ministro Haider al-Abadi, indicou o comando conjunto de Operações militares em Bagdade.

Entre os jihadistas mortos estão três altos responsáveis do denominado "ministério da Guerra" do EI e um "responsável militar da al-Jazira", nome dado à região desértica entre a Síria e o Iraque.

Durante o raide, segundo a nota, decorria uma reunião de chefes do Estado Islâmico em Hajine, na Síria.

Desde de abril que a aviação iraquiana tem lançado vários ataques aéreos nas zonas de fronteira entre os dois países.

CC // JPS

 

Tópicos:

Haider, Islâmico Hajine,

A informação mais vista

+ Em Foco

O economista guineense Carlos Lopes considera que a Europa tem discutido as migrações e outras questões africanas, sem consultar os africanos.

    A revelação foi feita durante uma entrevista exclusiva à RTP à margem da cimeira de CPLP, que decorreu esta semana em Cabo Verde.

    Em entrevista à RTP, Graça Machel revela que o grande segredo de Nelson Mandela era fazer sentir a cada pessoa com quem falava que era a mais importante.

    Apesar da legislação contra estas situações, os Estados Unidos são dos países que mais importam produtos em risco de serem produzidos através de trabalhos forçados.