Raide aéreo mata 45 elementos do Estado Islâmico

| Mundo

Quarenta e cinco elementos do grupo autointitulado Estado Islâmico foram mortos, entre os quais alguns altos responsáveis, num raide aéreo iraquiano lançado numa zona da Síria, segundo um comunicado militar.

A operação, iniciada na sexta-feira por aviões F-16, foi realizada por ordem do primeiro-ministro Haider al-Abadi, indicou o comando conjunto de Operações militares em Bagdade.

Entre os jihadistas mortos estão três altos responsáveis do denominado "ministério da Guerra" do EI e um "responsável militar da al-Jazira", nome dado à região desértica entre a Síria e o Iraque.

Durante o raide, segundo a nota, decorria uma reunião de chefes do Estado Islâmico em Hajine, na Síria.

Desde de abril que a aviação iraquiana tem lançado vários ataques aéreos nas zonas de fronteira entre os dois países.

CC // JPS

 

Tópicos:

Haider, Islâmico Hajine,

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        Os novos desenvolvimentos no diferendo comercial entre os Estados Unidos e a China vieram lançar ainda mais dúvidas sobre os próximos passos que os dois lados poderão adotar.