Raide aéreo mata 45 elementos do Estado Islâmico

| Mundo

Quarenta e cinco elementos do grupo autointitulado Estado Islâmico foram mortos, entre os quais alguns altos responsáveis, num raide aéreo iraquiano lançado numa zona da Síria, segundo um comunicado militar.

A operação, iniciada na sexta-feira por aviões F-16, foi realizada por ordem do primeiro-ministro Haider al-Abadi, indicou o comando conjunto de Operações militares em Bagdade.

Entre os jihadistas mortos estão três altos responsáveis do denominado "ministério da Guerra" do EI e um "responsável militar da al-Jazira", nome dado à região desértica entre a Síria e o Iraque.

Durante o raide, segundo a nota, decorria uma reunião de chefes do Estado Islâmico em Hajine, na Síria.

Desde de abril que a aviação iraquiana tem lançado vários ataques aéreos nas zonas de fronteira entre os dois países.

CC // JPS

 

Tópicos:

Haider, Islâmico Hajine,

A informação mais vista

+ Em Foco

A destruição causada pelas chamas no Estado norte-americano da Califórnia retratada numa galeria de fotografias.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      O ex-ministro da Defesa israelita Avigdor Lieberman acumulou diatribes ao longo da carreira política.

        Fotografias publicadas em livro da autoria do artista berlinense Martin Dammann lançam uma nova luz sobre o lado mais obscuro da Wehrmacht.