Russos desconfiam de Estados Unidos, Ucrânia e Reino Unido

| Mundo

A sondagem, realizada de 24 a 30 de maio, foi aplicada a 1600 pessoas com mais de 18 anos, abrangendo 52 regiões russas
|

A população russa considera que os Estados Unidos, a Ucrânia e o Reino Unido são países hostis ao seu país. Os dados foram esta quinta-feira adiantados pelo instituto independente Levada-Tsentr, um centro de estatística da Rússia.

A sondagem realizada pelo Levada-Tsentr concluiu que 78 por cento dos russos considera os Estados Unidos como um país inimigo, uma percentagem que subiu 41 por cento em relação ao ano de 2006. A sondagem, realizada de 24 a 30 de maio, foi aplicada a 1600 pessoas com mais de 18 anos, abrangendo 52 regiões russas.

A Ucrânia aparece em segundo lugar na lista de países vistos como hostis, com uma percentagem de 49 por cento. Este número quase triplicou desde a anexação da Crimeia pela Rússia em 2014. Em 2013 a percentagem era de 11 por cento, subindo para 30 por cento no ano seguinte.

Pela primeira vez, o Reino Unido é considerado por 38 por cento dos russos como um país hostil, provavelmente devido ao caso do presumível envenenamento do antigo agente duplo russo Sergei Skripal, a 4 de março. De referir que o ano passado apenas 15 por cento dos russos consideravam o Reino Unido como um país hostil.

Por outro lado, a Bielorrúsia (49 por cento), a China (40 por cento), o Cazaquistão (32 por cento) e a Síria (21 por cento) são apontados pela população russa como países que inspiram confiança.

Também a União Europeia é abarcada pelo estudo. Este mostrou que 55 por cento dos russos expressam sentimentos “negativos” e “muito negativos” em relação à União Europeia, enquanto que apenas 28 por cento manifestam uma opinião “positiva” e “bastante positiva”.

Tópicos:

Estados Unidos, Instituto, Levada-Tsentr, População, Reino Unido, Russa, Rússia, Ucrânia,

A informação mais vista

+ Em Foco

Raptos e assassínios de opositores em países estrangeiros, levados a cabo pelos serviços secretos, têm um longo historial.

Logo após a recuperação das armas roubadas, o ex-chefe do Estado-Maior do Exército proibiu a PJ de entrar na base de Santa Margarida.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.