São Francisco elege London Breed como a primeira presidente afro-americana

| Mundo

Pela primeira vez, uma mulher afro-americana foi eleita presidente da cidade de São Francisco.
|

London Breed será a primeira presidente afro-americana da Câmara de São Francisco, na Califórnia, após a sua vitória na esta quarta-feira. Breed será a única mulher com um lugar na presidência de uma das 15 maiores cidades dos EUA.

A eleita, London Breed, de 43 anos, que cresceu na pobreza e em habitações públicas, foi declarada vencedora depois do seu rival admitir a derrota uma semana depois de os eleitores da cidade terem votado. O candidato rival, Mark Leno, teria sido o primeiro presidente homossexual da cidade.


London Breed mostrou-se honrada e ansiosa para iniciar o seu cargo. A sua eleição envia uma mensagem de esperança à juventude de São Francisco, especialmente a crianças que cresceram pobres como ela.

"Não importa de onde vêm, não importa o que decidam fazer na vida. Podem fazer aquilo que quiserem", disse a nova presidente da Câmara de São Francisco. "Nunca permitam que as vossas circunstâncias determinem o vosso resultado na vida", continuou.

Anteriormente, Breed já tinha sido presidente do Conselho de Supervisores de São Francisco - o órgão legislativo do governo da cidade - e servido como presidente em exercício após a morte do presidente Ed Lee, em dezembro. 

A eleição aconteceu no dia 5 de junho, mas o resultado foi adiado porque as autoridades eleitorais da cidade tiveram que contar milhares de votos provisórios. 

London Breed, que ganhou com pouco mais de 50% dos votos, não é a primeira mulher presidente da câmara de São Francisco. Em 1978, Dianne Feinstein - atual senadora da Califórnia - foi a primeira mulher a presidir a cidade.

A candidata eleita junta-se agora a um pequeno grupo de cerca de 19 outros presidentes norte-americanos negros. Porém, Breed lidera uma cidade onde 5% dos moradores são afro-americanos, que vivem principalmente em moradias públicas, de acordo com o San Francisco Chronicle.

Numa entrevista ao San Francisco Examiner, em 2016, a candidata relembrou a sua infância na cidade que agora administra. “Reciclagem significava beber de velhos frascos de maionese. A violência nunca estava longe”, disse a presidente eleita. “Uma vez por semana, levávamos o carrinho de mão da minha avó para a sala da comunidade para apanhar mantimentos oferecidos pelo Estado”, continuou. 

São Francisco continua a lutar contra o excesso de sem-abrigo, ruas cheias de lixo - que foram comparadas às favelas de países em desenvolvimento - e um "boom" imobiliário que está a afastar famílias para fora da cidade.

Breed continuará o restante mandato de Ed Lee, que termina no início de 2020, e terá que concorrer novamente para um mandato de quatro anos em novembro de 2019.

Tópicos:

London Breed, Minorias, Presidência, São Francisco,

A informação mais vista

+ Em Foco

No mês do Mundial de futebol a RTP faz uma radiografia da vida na Rússia.

    Entrevista a António Mateus para o programa "Olhar o Mundo". Veja aqui.

    Um olhar aos altos e baixos da relação entre o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un.

      A RTP esteve em 2017 no navio Aquarius, agora acolhido por Espanha com mais de 600 migrantes a bordo. Veja ou reveja a reportagem.