Seis supostos assaltantes morrem em tiroteio com a polícia em Moçambique

| Mundo

Seis suspeitos de assaltos à mão armada morreram na terça-feira durante um tiroteio com a polícia, disse hoje à Lusa o porta-voz da corporação na cidade de Maputo, Orlando Modumane

O grupo tentou assaltar um estabelecimento comercial no bairro de Zimpeto, arredores da capital, mas, após a polícia chegar ao local, fugiu numa viatura roubada há alguns meses, de acordo com a fonte.

A perseguição culminou com um tiroteio no bairro de Congolote, arredores da cidade da Matola, onde seis dos supostos assaltantes foram baleados mortalmente e outros dois escaparam, continuando a monte.

No interior da viatura dos supostos assaltantes, a polícia encontrou uma arma metralhadora do tipo AK47 e uma pistola, referiu Orlando Modumane.

"Continuamos no encalço de dois fugitivos e acreditamos que vamos detê-los", acrescentou, dizendo que o grupo já era procurado pelas autoridades há algum tempo na sequência da investigação a assaltos à mão armada na província de Maputo.

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        A Austrália enfrenta a maior seca de que há memória, afetando agricultores e criação de gado.