Timor-Leste recebe primeiras vacinas oferecidas pela Austrália

por Lusa
As primeiras dez mil doses de vacinas provenientes da Austrália chegam quarta-feira a Timor-Leste D.R.-Facebook

As primeiras dez mil doses de vacinas da AstraZeneca, oferecidas pela Austrália a Timor-Leste, são esperadas em Díli na quarta-feira, no primeiro de vários carregamentos nas próximas semanas, revelou o embaixador do país.

"As primeiras dez mil doses chegam amanhã (quarta-feira). Esperamos um novo carregamento ainda este mês", disse Peter Roberts.

Este apoio australiano soma-se a um primeiro lote de 24 mil doses enviado para Timor-Leste, no âmbito do programa multilateral COVAX e insere-se num pacote de apoio da Austrália ao programa de vacinação timorense no valor de 18,8 milhões de dólares (15,6 milhões de euros).

"Este valor inclui fundos para adquirir e distribuir vacinas seguras para toda a população em Timor-Leste, para cobrir 80% da população não coberta pela COVAX", explicou o embaixador australiano em Díli, numa mensagem publicada na página oficial da representação diplomática em Díli na rede social Facebook.

"As dez mil doses fazem parte desse contributo. Estamos ainda a fornecer assistência prática e técnica, incluindo no armazenamento em frio, logísticas e educação sobre saúde pública", referiu.

Até ao momento, um total de 28.540 pessoas, incluindo 8.220 funcionários da área da saúde, foram vacinadas em Timor-Leste com a primeira dose da vacina AstraZeneca.

Um novo carregamento de vacinas da COVAX deverá chegar a Díli entre o final de maio e o início de junho.

Situação delicada

Timor-Leste está a viver o pior momento da pandemia da covid-19, máximos no número de casos ativos (1.255), com mais de 40 hospitalizações e quatro óbitos.

O país registou 2.524 casos desde o início da pandemia da covid-19.

Na última semana, a taxa de incidência foi de 5,9 casos por 100 mil habitantes em Timor-Leste e de 19,7 casos por 100 mil em Díli, ligeiramente abaixo da taxa de 20,7 casos por 100 mil habitantes registada na semana anterior.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.203.937 mortos no mundo, resultantes de mais de 152,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

pub