Tiroteio em escola da Califórnia faz cinco mortos

| Mundo

|

Um tiroteio ocorrido esta terça-feira numa escola primária do Estado norte-americano da Califórnia causou pelo menos cinco vítimas mortais. O autor dos disparos foi abatido pela polícia.

Os primeiros disparos foram ouvidos ao início da manhã (tarde em Lisboa) numa casa da localidade de Corning, no condado de Tehama, norte da Califórnia. O atirador encaminhou-se depois para a escola primária de Rancho Tehama, nas imediações.O dispositivo policial que respondeu ao tiroteio ocupou posições em cinco locais dentro e em redor do estabelecimento de ensino.

Além das cinco vítimas mortais, há notícia de pelo menos duas crianças feridas.

Em declarações à KCRA, um canal de São Francisco associado à cadeia norte-americana NBC, Phil Johnston, assistente do xerife local, adiantou que as autoridades evacuaram a escola.

O atirador terá furtado a carrinha de um vizinho e abatido outro homem que habitava a casa onde começou o tiroteio.

O atirador, afirmou uma testemunha também citada pela KCRA, teria passado os últimos dias a “disparar centenas de balas”. “Ele andava a ameaçar-nos. Sinto que deveria ter havido um maior esforço para evitar isto”, disse.

Tópicos:

Califórnia, Escola, Estados Unidos, Tiroteio, Vítimas,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à RTP, Graça Machel revela que o grande segredo de Nelson Mandela era fazer sentir a cada pessoa com quem falava que era a mais importante.

No dia em que se assinala o centenário do nascimento de Nelson Mandela, o jornalista António Mateus recorda o legado do histórico líder sul-africano.

Cientistas australianos descobriram uma nova subespécie de cobra. A descoberta acidental veio demonstrar que o animal poderá estar em perigo de extinção.

Um grupo de astrónomos dos Estados Unidos descobriu que Júpiter tem mais 12 luas. O gigante gasoso tem agora 79 satélites naturais.