Trump recua e apoia Londres nas negociações do `Brexit` se não bloquear comércio com EUA

| Mundo

|

O Presidente norte-americano, Donald Trump, recuou hoje nas críticas que fez sobre a gestão das negociações do 'Brexit' e encorajou a primeira-ministra britânica, Theresa May, a garantir um acordo que permita trocas comerciais entre os EUA e o Reino Unido.

"Mas tudo que fizerem está bem para mim. Essa é vossa decisão. Tudo o que fizer está bem connosco. Certifique-se apenas que podemos fazer comércio juntos, isso é tudo o que importa aos Estados Unidos", afirmou, numa conferência de imprensa em Londres.

Em entrevista publicada na edição de hoje do jornal The Sun, Trump criticou a estratégia de May para o 'Brexit' e afirmou que a proposta de uma zona de comércio livre "provavelmente mataria" um acordo de livre comércio entre Washington e Londres.

A informação mais vista

+ Em Foco

O antigo procurador-geral da República do Brasil revelou à RTP que já recebeu várias ameaças de morte e defendeu uma reforma profunda do sistema político brasileiro.

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

    O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.