Trump recua e apoia Londres nas negociações do `Brexit` se não bloquear comércio com EUA

| Mundo

|

O Presidente norte-americano, Donald Trump, recuou hoje nas críticas que fez sobre a gestão das negociações do 'Brexit' e encorajou a primeira-ministra britânica, Theresa May, a garantir um acordo que permita trocas comerciais entre os EUA e o Reino Unido.

"Mas tudo que fizerem está bem para mim. Essa é vossa decisão. Tudo o que fizer está bem connosco. Certifique-se apenas que podemos fazer comércio juntos, isso é tudo o que importa aos Estados Unidos", afirmou, numa conferência de imprensa em Londres.

Em entrevista publicada na edição de hoje do jornal The Sun, Trump criticou a estratégia de May para o 'Brexit' e afirmou que a proposta de uma zona de comércio livre "provavelmente mataria" um acordo de livre comércio entre Washington e Londres.

A informação mais vista

+ Em Foco

Francisco Veloso, reitor da Imperial College Business School, traça os cenários possíveis após a rejeição do acordo.

O presidente da Câmara dos Comuns é, digamos assim, o equivalente ao presidente da Assembleia da República em Portugal.

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.