Ucrânia. Zelenskiy dá segunda oportunidade a primeiro-ministro

por RTP

Oleksiy Honcharuk colocou o lugar à disposição, depois de ser ouvido pelo país inteiro a criticar as capacidades do Presidente ucraniano. Volodymyr Zelenskiy acabou por não aceitar o pedido, considerando esta uma altura não apropriada para uma crise política.

"Recebi a sua carta de demissão", começou por dizer Zelenskiy a Honcharuk num vídeo publicado na página oficial da sua presidência na rede Facebook. Logo depois revelou a sua resposta.

"Sobre os conflitos mais recentes ou um escândalo... Decidi dar-lhe e ao seu Governo uma nova oportunidade, se conseguir resolver alguns problemas que preocupam os nossos concidadãos", disse Zelenskiy.

Entre esses problemas inclui-se um novo conceito quanto a vencimentos nos ministérios e nas empresas estatais.

O primeiro ministro Oleksy Honcharuk foi alegadamente gravado a dizer que Zelenskiy, um ex-comediante eleito Presidente da Ucrânia em maio de 2019, tem "uma compreensão primitiva da economia".
A gravação foi publicada no início da semana na rede You Tube, sob o título "como enganar um Presidente", levando Honcharuk a demitir-se para não criar dúvidas sobre a confiança do chefe de Estado, apesar de dizer que o áudio foi editado, sendo parte de um plano de detratores.

Antes de ser escolhido para liderar o executivo ucraniano, a 29 de agosto de 2019, Honcharuk, de 35 anos e o mais jovem primeiro-ministro de sempre na Ucrânia, era vice-chefe de gabinete do Presidente.

Tópicos
pub