UE argumenta que Brexit sem acordo só pode acontecer por vontade dos britânicos

por Andrea Neves - Antena 1

O Parlamento Europeu está a discutir o tema do Brexit em Estrasburgo. O Presidente do Conselho Europeu e o Presidente da Comissão Europeia estão a atualizar os eurodeputados sobre a situação. Os líderes europeus salientaram que uma saída sem acordo só poderá acontecer por vontade dos britânicos. “Fizemos tudo o que podíamos para garantir um Brexit com acordo”, garantiu o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

O presidente da Comissão Europeia diz que a batata quente está agora nas mãos do Reino Unido. Também o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, remete para o Parlamento de Londres a definição do próximo passo para o Brexit.

Apesar de a situação ser confusa e ter sido alterada no fim de semana com um novo pedido de extensão do artigo 50, o facto é que todos parecem concordar que ninguém vai ratificar o acordo alcançado em Bruxelas sem que Londres o faça primeiro.

É a posição dos líderes europeus sobre o Brexit, numa semana que é apontada como decisiva para este atribulado processo de saída do Reino Unido do espaço comunitário.

Na segunda-feira, a Conferência de Presidentes do PE decidiu não votar o texto até que este passe na Câmara dos Comuns, já depois de o presidente daquela assembleia, John Bercow, ter recusado uma proposta do Governo britânico para submeter de novo a votação o acordo para o `Brexit`, alegando que uma moção sobre o acordo já havia sido apresentada aos deputados no sábado e que seria "repetitivo e confuso" debater novamente.

No sábado, o Governo acabou por retirar a proposta antes de ser votada devido à aprovação da emenda que suspendia a ratificação final do acordo até ser aprovada a legislação que regulamenta o texto e Boris Johnson escreveu a Tusk para pedir uma prorrogação do `Brexit` até 31 de janeiro.