Vaticano impõe exumação de Franco a abade recalcitrante

| Mundo

Manifestante pela exumação dos restos de Franco
|

O Vaticano apoia oficialmente as diligências do Governo socialista espanhol para tirar do Vale dos Caídos as ossadas do ditador. O padre curador do monumento será intimado a acatar a exumação.

Segundo o diário espanhol El Pais, o secretário de Estado do Vaticano, Pietro Parolin, enviou uma carta à vice-presidente do Governo espanhol, Carmen Calvo, prometendo-lhe que obrigará o abade do Vale dos Caídos a colaborar na exumação que até agora combateu.

O político do Vaticano promete obrigar os beneditinos, que têm a seu cargo o monumento, a obedecer ao Governo de Pedro Sánchez neste particular e afirma que "a Igreja não se opõe à exumação dos restos mortais de Franco, se a autoridade competente assim determina. À comunidade beneditina da abadia de Santa Cruz do Vale dos Caídos foi recordado e continuará a ser recordado o seu dever cívico de observar plenamente o ordenamento e de respeitar as autoridades civis".

A posição da Igreja já vinha de trás e fora comunicada a Carmen Calvo por ocasião de um encontro que teve no Vaticano em 29 de outubro. Mas a obstinação dos beneditinos tinha causada entretanto inquietude no Governo espanhol, ocasionando esta reiteração da posição do Vaticano.

Por parte da família de Franco continua a registar-se uma obstinada oposição, contando-se com um recurso da mesma para o Supremo Tribunal de Justiça.

Em alternativa, a família admite que as ossadas do ditador sejam depositadas na Catedral da Almudena, em Madrid, mas tão-pouco o Vaticano se pronunciou a favor dessa solução, deixando ao Governo a responsabilidade de lhe levantar as objecções que entenda e de, em última análise, a inviabilizar. E o Governo assim fez, invocando razões de segurança.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à Antena 1, o presidente do PS elogia a chamada "geringonça", mas coloca reservas quanto à hipótese de ter BE e PCP num futuro executivo socialista.

    As famílias já pediram o repatriamento, mas o MNE diz que ainda não tem uma solução.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.