João Fernando Ramos

Um carrilhão a cair

Mafra está no roteiro do património que o Jornal 2 está a fazer, apontando bons exemplos de preservação da nossa memória, mas também alertando para o que temos urgentemente que fazer. Na preparação destas emissões ficou claro que é preciso mesmo uma maior celeridade nas decisões e um orçamento na cultura que permita uma gestão consciente de toda esta nossa memória.

Mafra teve uma intervenção recente, com a renovação da sala do trono, uns acertos no telhado e na basílica, mas ainda falta o majestoso carrilhão.

Seria um crime deixar aqueles sinos cair, destruindo milhares de euros e um instrumento que nunca mais seria o mesmo.

O curioso é que o caso sobe ao palco mediático quando a RTP se cruza com um vistoso conjunto de fitas que afastava as pessoas da zona. A pressão levará os decisores a salvar o carrilhão.

Se isso acontecer, já valeu a pena a informação da RTP ter lançado este roteiro.

Já agora, bem mais perto dos centros de decisão, há trabalhos fundamentais a fazer no Palácio Nacional da Ajuda, onde chovia na bela sala do trono há muito pouco tempo.

Mas é preciso atrair mecenas, mudar mentalidades para se gastar mais no que herdamos de melhor e ter depois uma inteligente ocupação destes belos, mas dispendiosos espaços.

Neste roteiro, estaremos na próxima terça feira no Museu da Ciência em Coimbra e na Biblioteca Joanina, onde também há muito para fazer. No dia 20 em Mafra.

A informação mais vista

+ Em Foco

A presidente do CNAPN diz que a chave está nos líderes das mesquitas e pede mais apoio do Alto Comissariado para as Migrações.

    Marco Aurélio de Mello considera que a prisão de Lula da Silva, após condenação em segunda instância, viola a Constituição brasileira.

      Sintra podia ser uma "mini Davos". A sugestão foi feita informalmente por um dos académicos que participou na reunião do BCE concluída em 20 de junho.

        Dados revelados no Digital News Report de 2018 do Reuters Institute.