Djokovic regressa às vitórias três meses depois

| Outras Modalidades

Legenda da Imagem
|

O sérvio Novak Djokovic, antigo número um mundial, venceu hoje o seu compatriota Dusan Lajovic, na segunda ronda do Masters 1000 de ténis de Monte Carlo.

Djokovic, 13.º do mundo, venceu o compatriota, 93.º do ranking ATP, em dois 'sets', por 6-0 e 6-1, na estreia do Masters 1000 de Monte Carlo, num encontro que durou apenas 56 minutos, e que lhe valeu a passagem à segunda ronda.

O sérvio, que passou por uma cirurgia ao cotovelo após a derrota, em janeiro, nos oitavos de final do Open da Austrália, regressou à competição em março, perdendo no Masters 1000 de Paris e no de Miami, os dois únicos encontros disputados.

Nas últimas semanas o tenista passou por mudanças radicais na sua equipa, com as saídas de Andre Agassi e Radek Stepanek da sua equipa técnica, voltando a treinar com o antigo treinador Marian Vadja.

Na segunda ronda, Djokovic, vai defrontar o tenista croata Borna Coriv, 39.º do ranking mundial, que venceu o veterano francês Julien Benneteau (58.º).


A informação mais vista

+ Em Foco

O antigo procurador-geral da República do Brasil revelou à RTP que já recebeu várias ameaças de morte e defendeu uma reforma profunda do sistema político brasileiro.

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

    O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.