FC Porto vence Holstebro e termina Taça EHF de andebol no terceiro lugar

| Outras Modalidades

Legenda da Imagem
|

O FC Porto encerrou sábado a sua participação na ‘final four’ da Taça EHF de andebol, em Kiel, na Alemanha, com um triunfo frente aos dinamarqueses do Holstebro, por 28-26, no encontro de atribuição do terceiro lugar.

No jogo que nenhuma das equipas desejava disputar, o Holstebro entrou melhor, após dois golos sofridos de rajada (0-2), e chegou à vantagem por 7-4, com um parcial de três consecutivos, a tirar partido de 11 minutos sem marcar dos ‘dragões’.

Os portistas, que durante este período de jejum de golos falharam sete remates, e só não viram a vantagem dos dinamarqueses aumentar devido à atuação do guarda-redes Alfredo Quintana, quebraram finalmente o enguiço por Fábio Magalhães (7-5).

O FC Porto recuperou da desvantagem com um parcial de três golos consecutivos e empatou aos 9-9 por Miguel ‘Tito’ Alves, mas, depois de igualdades sucessivas aos 10-10 e 11-11, foi o Holstebro que chegou ao intervalo a vencer por 16-14, depois de os portistas anularem uma diferença que chegou, outra vez, aos três (16-13).

O FC Porto entrou determinado na segunda parte a inverter o marcador e com um intransponível Thomas Bauer na baliza, que durante oito minutos negou o golo aos dinamarqueses, conseguiu passar para a frente, aos 18-16, com quatro seguidos.

O guarda-redes Thomas Bauer, que foi eleito o jogador mais valioso do jogo, deteve cinco remates nos primeiros 10 minutos da segunda parte e contribui, juntamente com a eficácia dos pontas Diogo Branquinho e António Areia, ambos com sete golos, para manter o FC Porto na liderança até ao termo do encontro.

A formação portista, bem fisicamente, ‘disparou’ para uma vantagem de três golos aos 20-17, que manteve aos 25-22, e abriu a diferença, já perto do final do encontro, para quatro aos 27-23, com novo golo de belo efeito de António Areia.

A formação portista ‘abrandou’ um pouco cedo, dado que os dinamarqueses do Holstebro reduziram para 26-27 com três golos consecutivos, mas a tranquilidade dos ‘dragões’ surgiu no derradeiro minuto com novo tento do ponta António Areia, que estabeleceu o 28-26 final.

Jogo na Sparkassen-Arena, em Kiel.

Holstebro, Din – FC Porto, Por, 26-28.

Ao intervalo: 16-14.

Sob a arbitragem dos suíços Arthur Brunner e Morad Salah, as equipas alinharam e marcaram:

- Holstebro: Sebastian Frandsen e Simon Gade (g.r), Vignir Svavarsson (2), Thomas Samgaard (1), Lars Nielsen (4), Jonathan Wurtz, Niels Lindholt (1), Gunnnar Karlsson (1), Magnus Bramming (4), Mikkel Mortensen (1), John Ostlund, Malte Justesen, Kay Smits (6), Jonas Porup (5) e Peter Bailling (1).

Treinador: Patrick Westweholm.

- FC Porto: Alfredo Quintana e Thomas Bauer (g.r.), Victor Iturriza (2), Yoan Balasquez, Miguel Martins (1), Djibril Mbengue, Rui Silva (1), Leonel Fernandes (1), Daymaro Salina (2), Alexis Borges (1), Diogo Branquinho (7), António Areia (7), André Gomes (1), Angel Hernandez, Miguel ‘Tito’ Alves (3) e Fábio Magalhães (2).

Treinador: Magnus Andersson.

Marcha do marcador: 4-3 (05 minutos), 4-4 (10), 5-4 (15), 9-8 (20), 13-12 (25), 16-14 (intervalo), 16-16 (35), 17-20 (40), 20-21 (45), 22-24 (50), 24-27 (55) e 26-28 (resultado final).

Assistência: Cerca de 6.000 espectadores.

Tópicos:

THW Kiel,

Pesquise por: THW Kiel,

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP ouviu os seis lideres partidários sobre temas que escapam aos programas políticos e que contribuem para definir o perfil dos candidatos.

    Uma sondagem da Universidade Católica aponta para o fim da hegemonia laranja na Madeira, apesar da vitória do PSD nas regionais (38%) do próximo domingo.

    Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.