Mário Patrão conclui no segundo lugar o Rali Panafrica

| Outras Modalidades

Mário Patrão, motociclista português da KTM, terminou hoje no segundo lugar o Rali Panafrica, prova de todo-o-terreno que se disputou em Marrocos, na região de Erfoud, nos últimos cinco dias.

O `motard` luso só perdeu para o francês Michael Metge, que liderou praticamente desde o início do rali, confirmando assim uma boa época, em que já tem uma vitória no Maroc Desert Challenge, o título de vice-campeão do mundo de Bajas e a liderança da classe TT3 a nível nacional.

No final da derradeira etapa, Mário Patrão estava satisfeito com o resultado conseguido.

"É muito gratificante esforçar-me tanto por (...)alcançar este lugar na classificação geral. Estou extremamente feliz e partilho este sucesso com todos aqueles que me apoiam", disse.

Hoje, a etapa tinha 140 quilómetros, dos quais 30 de especial cronometrada totalmente disputada nas dunas.

"Naveguei sem percalços e com rapidez. Agora, é tempo de descansar um pouco para depois ir receber o troféu", disse ainda o português, citado pela sua assessoria de comunicação.

 

Tópicos:

Rali Panafrica Erfoud,

Pesquise por: Rali Panafrica Erfoud,

A informação mais vista

+ Em Foco

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

      Os novos desenvolvimentos no diferendo comercial entre os Estados Unidos e a China vieram lançar ainda mais dúvidas sobre os próximos passos que os dois lados poderão adotar.