Minsk2019. Portugal apostado em manter o nível de 2015

| Outras Modalidades

José Manuel Constantino confia num bom desempenho dos portugueses em Minsk
|

Portugal deseja manter em Minsk2019 o nível de desempenho alcançado nos I Jogos Europeus de Baku2015, nos quais Portugal alcançou 10 medalhas, assumiu o presidente do Comité Olímpico de Portugal (COP).

"Podem não ser as 10 medalhas, haver diferentes distribuições. Podem ser menos e as posições mais valiosas, podem ser mais e a distribuição ser inferior. Mais do que a quantidade, gostaríamos de manter o nível quase igual nas posições de pódio, finalista e top 16", esclareceu José Manuel Constantino, sobre o evento que decorre de sexta-feira a 30 de junho.

O dirigente acredita que "há boas perspetivas" para a comitiva de 99 atletas ter sucesso neste desígnio, depois dos 100 elementos em Baku terem conquistado três medalhas de ouro, quatro de prata e três de bronze.

"Espero que a canoagem mantenha o que já nos habituou, tenho alguma expectativa no ciclismo de pista e de estrada. E que o judo possa ter resultados superiores aos de Baku. Há ainda o ténis de mesa, o futebol de praia e ginástica de trampolins. Acho que é à volta destas modalidades que andarão as nossas melhores posições", opinou.


Expetativas intactas em todas as modaliddes
Apesar de balizar as suas principais apostas, José Manuel Constantino não deseja "retirar expectativas em relação às restantes modalidades", recordando que há mais posições de valor além do pódio e que, para algumas, esta é uma oportunidade única de terem "uma projeção a nível interacional muito significativa".

"É um evento de caráter multidesportivo que nos calha bem, casa bem com a realidade desportiva nacional. Uma competição de valor intermédio, não é o topo do topo, mas em alguns desportos estão os melhores representantes europeus e onde a competitividade externa europeia é muito alta. É um bom momento de aferição da nossa capacidade competitiva", destacou.

O presidente do COP defende que nos quatro anos que medeiam as duas primeiras edições dos Jogos Europeus houve "melhorias" no desporto português, "alguns acrescentos".

"Não creio que haja uma mudança radical, mas não se pode dizer que houve um decréscimo. O país desportivo está mais forte do que há quatro anos. Diferença que tem significado importante, mas não mudou o quadro geral de avaliação da nossa competitividade em termos externos, mas acrescentou algum valor", insistiu.

Portugal vai participar no atletismo, badminton, futebol de praia, canoagem, ciclismo (estrada, contrarrelógio e pista), ginástica (artística, trampolins, aeróbica e acrobática), judo, karaté, lutas amadoras, tiro, tiro com arco, tiro com armas de caça e ténis de mesa.

A informação mais vista

+ Em Foco

Pela primeira vez desde que assumiu o mandato, o secretário-Geral da ONU fala abertamente à RTP dos principais conflitos globais.

É até hoje a mais icónica das aventuras da exploração espacial. Há 50 anos, o Homem chegava à Lua à boleia da NASA. Percorrermos aqui todos os detalhes da missão, dia a dia.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.