Nós lá Fora

| Outras Modalidades
Nós lá Fora

Tiago Sousa joga num dos clubes mais conhecidos no mundo do hóquei em patins, o Montreux, organizador de dois em dois anos da Taça das Nações.

Tiago nunca praticou outra modalidade, a ligação ao hóquei em patins é umbilical, avô, pai e primos todos jogaram, começou no Clube Hóquei dos Carvalhos, representou ainda Paço de Rei, Infante de Sagres, FC Porto, Fânzeres, Lavra, Académica da Feira, Académico de Espinho e Fundação Nortecoop.

Como aconteceu a milhares de portugueses, a crise em 2011 levou Tiago Sousa para a Suíça.

Foi campeão helvético ao serviço do Basileia e do Montreux.

Na Suíça, o hóquei em patins não é uma modalidade profissional, as dificuldades existem mesmo para quem participa na liga europeia dos campeões. Tiago Sousa necessita pedir dispensa do trabalho com pelo menos um mês de antecedência para poder jogar no estrangeiro.

Tiago Sousa confessa, no entanto, que na Suíça concretizou sonhos que nem tinha sonhado, participar na liga europeia dos campeões e na taça das nações.

No próximo sábado tudo vai ser diferente, o Montreux recebe o Benfica, o pavilhão vai estar cheio, um dia de festa para o hóquei em patins mesmo que a maioria dos espetadores não apoie a equipa de Tiago Sousa.

A informação mais vista

+ Em Foco

Entrevista exclusiva de Rui Rio à editora de política da RTP Luísa Bastos.

Abrir uma torneira e vê-la jorrar água. É um ato tão comum que nunca imaginamos um dia em que tal quadro possa desaparecer. Algo que está prestes a tornar-se realidade na África do Sul.

    Foram sinalizados casos de mutilação genital numa escola da Baixa da Banheira. Uma associação trabalha com turmas. Ainda há rapazes que defendem a "submissão" como "saudável".

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.