Pimenta lidera Portugal nos Mundiais de canogaem com o olho em Tóquio2020

| Outras Modalidades

|

Fernando Pimenta, em K1 1.000 metros, é a esperança maior de Portugal para obtenção de um lugar nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, de entre os 12 canoístas da seleção que compete nos Mundiais, de quarta-feira a domingo, na Hungria.

Campeão do Mundo em título em K1 1.000 e 5.000, esta distância não olímpica, o limiano, que recentemente completou 30 anos, é um dos mais consistentes atletas do planeta e, em Szeged, acredita que vai cumprir já a missão.

A ambição da comitiva portuguesa só será bem-sucedida se pelo menos um dos K4 500 também atingir o objetivo, sendo que o grau de favoritismo das duas tripulações não é idêntico ao de Pimenta.

Emanuel Silva, João Ribeiro, Messias Baptista e David Varela formam uma nova tripulação e, sob a orientação de Rui Fernandes, têm evoluído de forma a poderem confiar nas suas possibilidades de qualificação.

Hélio Lucas, o treinador de sempre de Fernando Pimenta, assume o desafio de tentar levar o K4 feminino de Teresa Portela, Joana Vasconcelos, Francisca Laia e Francisca Carvalho ao mesmo patamar, embora, até ao momento, os resultados internacionais não estejam ao mesmo nível da formação masculina.

Teresa Portela, que procura a quarta presença em Jogos Olímpicos, terá uma nova oportunidade quando competir em K1 200.

Nas canoas, Marco Apura e Bruno Afonso juntam-se na C2 1.000 que tem um desafio bem complicado para atingir o êxito, tal como o olímpico Hélder Silva em C1 1.000, uma vez que a sua especialidade são os 200 metros, que saíram do programa olímpico.

A paracanoagem lusa também vai estar representada em Szeged por Hugo Costa (KL2), Floriano Jesus (KL1) e Norberto Mourão (VL2), que vão competir nas respetivas provas de 200 metros, todas integradas no programa paralímpico.

Hugo Costa (KL2) integra as esperanças paralímpicas, enquanto Floriano Jesus (KL1) e Norberto Mourão (VL2) fazem parte do Projeto Paralímpico Tóquio2020.

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP ouviu os seis lideres partidários sobre temas que escapam aos programas políticos e que contribuem para definir o perfil dos candidatos.

    Uma sondagem da Universidade Católica aponta para o fim da hegemonia laranja na Madeira, apesar da vitória do PSD nas regionais (38%) do próximo domingo.

    Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.