Roland Garros: Nadal, Thiem e Serena na segunda ronda, Medvedev sai na primeira

por Lusa

Os tenistas espanhol Rafael Nadal, austríaco Dominic Thiem e norte-americana Serena Williams qualificaram-se hoje para a segunda ronda de Roland Garros, enquanto o russo Daniil Medvedev ficou-se pela estreia.

A defender o título do ‘major’ gaulês, que decorre até 11 de outubro em Paris, o número dois mundial estreou-se no Philippe Chatrier, que este ano inaugura o novo teto amovível, com um triunfo diante o bielorrusso Egor Gerasimov em três ‘sets’, pelos parciais de 6-4, 6-4 e 6-2, ao cabo de duas horas e cinco minutos.

Apesar de crítico em relação às novas bolas da Wilson, que diz serem mais pesadas e lentas do que as anteriores da Babolat, o esquerdino de Manacor, de 34 anos, não sentiu grandes dificuldades para ultrapassar o 83.º colocado do ‘ranking’ ATP, a jogar pela primeira vez o quadro principal do torneio francês do 'Grand Slam', e agendar encontro com o norte-americano Mackenzie McDonald.

Assim como Nadal, que procura igualar o recorde de 20 títulos do 'Grand Slam' de Roger Federer em Paris, o vice-campeão das últimas duas edições de Roland Garros, Dominic Thiem, superou com distinção o croata Marin Cilic, apesar de não jogar desde a conquista do seu primeiro ‘major’, o US Open.

Em três partidas, resolvidas em duas horas e seis minutos, por 6-4, 6-3 e 6-3, o austríaco e número três ATP, de 27 anos, assegurou a passagem à segunda ronda e um embate com o norte-americano Jack Sock, ex-top 10 mundial, que derrotou o compatriota Reilley Opelka, pelos parciais de 6-4, 6-4 e 6-3.

“Adoro as condições. Sou austríaco e sei como é jogar com frio. Quando comecei a jogar era sempre assim, com 10 ou 15 graus. Adoro quando a superfície não está rápida e eu tenho tempo de colocar muitas bolas dentro do ‘court’”, confessou Thiem, sobre as condições climatéricas mais húmidas e frias, comparativamente aos anos anteriores, em que o torneio se jogou na primavera.

Já o russo Daniil Medvedev, número cinco mundial, foi derrotado no pó de tijolo parisiense na estreia, à semelhança dos últimos três anos, desta feita pelo húngaro Marton Fucsovics (63.º ATP), que, no primeiro ‘match point’ que dispôs, encerrou o desafio em quatro partidas, pelos parciais de 6-4, 7-6 (7-3), 2-6 e 6-1, em três horas e 20 minutos.

Numa jornada em que o francês Gael Monfils (9.º ATP) foi batido pelo cazaque Alexander Bublik por 6-4, 7-5, 3-6 e 6-3, e o italiano Fábio Fognini, 14.º cabeça de série, foi afastado pelo também cazaque Mikhail Kukushikin, por 7-5, 3-6, 7-6 (7-1) e 6-0 , o japonês Yoshihito Nishioka surpreendeu o jovem canadiano Felix Auger-Aliassime (22.º ATP), de 20 anos, pelos parciais de 7-5, 6-3 e 6-3.

Na competição feminina, enquanto a vice-campeã em título, Marketa Vondrousova, foi eliminada de entrada, a norte-americana Serena Williams, de 39 anos, viu-se obrigada a recuperar várias vezes de um ‘break’ de desvantagem no primeiro ‘set’ para bater a compatriota Kristie Ahn em dois, pelos parciais de 7-6 (7-2) e 6-0, em uma hora e 41 minutos.

Consumado o triunfo, a antiga número um mundial e uma das grandes candidatas à conquista do terceiro ‘major’ da temporada, que procura o 24.º troféu do 'Grand Slam' da carreira, vai defrontar a búlgara Tsvetana Pironkova, numa reedição dos quartos de final do US Open.

Já a ucraniana Elina Svitolina, número cinco mundial, que no domingo venceu o WTA de Estrasburgo, recuperou de uma desvantagem de 2-4 na segunda partida para se impor à russa Varvara Gracheva, por 7-6 (7-2) e 6-4. A próxima adversária da terceira cabeça de série é Renata Zarazua, primeira tenista mexicana a jogar um torneio do 'Grand Slam' feminino em mais de duas décadas.
pub