Sporting termina Campeonatos de Portugal com mais de metade das medalhas de ouro

| Outras Modalidades

|

O Sporting foi o grande dominador dos Campeonatos de Portugal de atletismo, que terminaram domingo, ao conquistar mais de metade dos 40 títulos que estavam em disputa.

Depois de terem vencido 11 dos 20 ouros disponíveis na sessão de sábado, os 'leões' somaram mais 12 títulos no segundo dia, nove dos quais no setor feminino.

Numa das mais aguardadas provas do fim de semana, Patrícia Mamona conquistou pela 11.ª vez o ouro no triplo salto, com uma marca de 14,40 metros, seguida da colega do Sporting Eveline Veiga (14,24), que no sábado se tinha sagrado campeã no salto em comprimento.

No peso, Jessica Inchude (Sporting) conseguiu um novo recorde dos campeonatos, com 17,35 metros, e somou o terceiro título consecutivo, numa prova ter sido ganha pela camaronesa Auriol Dongmo (17,90).

Depois da vitória nos 100 metros no sábado, Lorene Bazolo (Sporting) venceu também sem surpresa nos 200 metros, com 23,63 segundos, com Vera Barbosa, após um ano de ausência para ser mãe, a vencer os 400 metros barreiras, com 56,82 segundos.

Numa prova atípica, Marta Onofre conquistou o ouro na vara, com 4,31 metros. Marta Onofre e Leonor Tavares, ambas do Sporting, começaram o concurso apenas aos 4,00 metros, mas Leonor Tavares falhou as três tentativas e terminou sem qualquer marca.

Títulos para a equipa feminina do Sporting ainda no dardo, por Cláudia Ferreira (49,77 metros), nos 5.000 metros, por Susana Godinho (16.41,20 minutos), nos 100 metros barreiras, por Olímpia Barbosa (13,53 metros), e na estafeta 4x400 (3.54,77 minutos).

O Sporting apenas falhou o título feminino nos 800 metros, nos quais saiu vencedora Patrícia Silva (Benfica), filha do antigo atleta Rui Silva, que venceu em 2.07,42 minutos.

No setor masculino, a principal marca surgiu no salto em altura, no qual Paulo Conceição (Benfica) conseguiu um novo recorde dos campeonatos, com 2,20 metros, somando o sexto título nos últimos sete anos.

A grande surpresa do dia surgiu nos 200 metros, onde Miguel Alves (Juventude Ilha Verde) venceu, em 21,17 segundos, mesmo sem estar a correr na série mais forte.

Ivo Tavares (Benfica) teve de esperar pelo último salto (7,58 metros) para revalidar o título no comprimento, ao contrário de Dujose Lima (Sporting), que à primeira tentativa fez 56,27 metros, marca de lhe deu o ouro no disco.

Numa prova ganha pelo queniano Davis Kiplangat (13.28,38 minutos), Hélio Gomes (Sporting) sagrou-se campeão dos 5.000 metros, em 13.44,15, com o bicampeão Samuel Barata a ficar com a prata (14.06,16).

Também em provas ganhas por atletas estrangeiros, Marco Ribeiro (Casa Benfica Faro) sagrou-se campeão dos 400 metros barreiras (52,50 segundos) e Rasul Dabó (Sporting) os 110 metros barreiras (13,98 segundos).

José Carlos Pinto (Benfica) conquistou os 800 metros, em 1.49,96 minutos, e António Vital Silva (Benfica) foi o mais forte do martelo, com 71,59 metros.

Tal como aconteceu no sábado, nos 4x100, a Casa do Benfica de Faro venceu a estafeta masculina do dia, ao triunfar em 3.20,08 minutos nos 4x400.

Lista de campeões do segundo dia:

- Femininos:

100 metros barreiras: Olímpia Barbosa (Sporting), 13,53 metros

200 metros: Lorene Bazolo (Sporting), 23,63 segundos

400 metros barreiras: Vera Barbosa (Sporting), 56,82 segundos

800 metros: Patrícia Silva (Benfica), 2.07,42 minutos

5.000 metros: Susana Godinho (Sporting), 16.41,20 minutos

4x400 metros: Sporting, 3.54,77 minutos

Triplo salto: Patrícia Mamona (Sporting), 14,40 metros

Peso: Jessica Inchude (Sporting), 17,35 metros

Vara: Marta Onofre (Sporting), 4,31 metros

Dardo: Cláudia Ferreira (Sporting), 49,77 metros

- Masculinos:

110 metros barreiras: Rasul Dabó (Sporting), 13,98 segundos

200 metros: Miguel Alves (Juventude Ilha Verde), 21,17 segundos

400 metros barreiras: Marco Ribeiro (Casa Benfica Faro), 52,50 segundos

800 metros: José Carlos Pinto (Benfica), 1.49,96 minutos

5.000 metros: Hélio Gomes (Sporting), 13.44,15 minutos

4x400 metros: Casa do Benfica de Faro, 3.20,08 minutos

Disco: Edujose Lima (Sporting), 56,27 metros

Martelo: António Vital Silva (Benfica), 71,59 metros

Altura: Paulo Conceição (Benfica), 2,20 metros

Comprimento: Ivo Tavares (Benfica), 7,58 metros

A informação mais vista

+ Em Foco

Meio século depois, o Parlamento soviético dos finais da Guerra Fria repudiou o Pacto. Decorridos mais 30 anos, Putin quer reabilitá-lo.

    A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.