Título europeu de canoagem em K 200 metros é "orgulho" para Portugal - Ministro da Educação

| Outras Modalidades

O ministro da Educação e o secretário de Estado da Juventude e Desporto consideraram hoje que a conquista do título europeu em K2 200 metros pelas canoístas Teresa Portela e Joana Vasconcelos representa um "orgulho” para Portugal.

“Parabéns à Teresa Portela e à Joana Vasconcelos por mais esta conquista europeia”, escreveu o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, na sua página na rede social Twitter, considerando o feito das atletas como “a excelência da canoagem nacional em Belgrado”.

Ter “atletas empenhados, combativos e talentosos” é “um orgulho para Portugal”, referiu Tiago Brandão Rodrigues, que felicitou ainda as equipas técnicas e federação da modalidade pelo trabalho desenvolvido.

Já o secretário de Estado da Juventude e Desporto, também no Twitter, destacou o facto de se tratar de uma conquista obtida por mulheres.

Para João Paulo Rebelo, a seleção portuguesa de canoagem é “grande” e “orgulha” a modalidade e o desporto português.

Teresa Portela e Joana Vasconcelos conquistaram hoje o título europeu em K2 200 metros, em Belgrado, ao terminarem a final em 37,055 segundos.

Teresa Portela e Joana Vasconcelos impuseram-se às russas Natalia Podalskaya e Vera Sobetova, segundas classificadas por 28 milésimos de segundo, e às polacas Dominika Wlodarczyk e Katarzyna Kolodziejczyk, terceiras a 0,092 segundos.

Esta foi a terceira medalha conquistada pela seleção portuguesa em Belgrado, depois de Fernando Pimenta se ter sagrado tricampeão continental em K1 1.000 metros, no sábado, e de ter terminado no terceiro lugar, hoje, em K1 500.

Ainda hoje, Fernando Pimenta disputa a final de K1 5.000 e Marco Apura a de C1 5.000.

A informação mais vista

+ Em Foco

Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

    O desaparecimento do jornalista saudita fragiliza a relação dos EUA com uma ditadura que lhe tem sido útil a combater o Irão e a manter os preços do petróleo.

      Na Venezuela, os sequestros estão a aumentar. Em Caracas, só este ano foram raptadas 107 pessoas.

        Faltam seis meses para a saída do Reino Unido da União Europeia. Dia 29 de março de 2019 é a data para o divórcio. A RTP agrega aqui uma série de reportagens sobre o que o Brexit pode significar.