Andebol do Sporting. Polícia Judiciária faz buscas em Alvalade

| País

Adeptos do Sporting saíram à rua em solidariedade com a equipa de futebol, após os atos de violência na Academia de Alcochete
|

A Polícia Judiciária desencadeou esta quarta-feira buscas na SAD do Sporting, no Estádio de Alvalade. As diligências da polícia de investigação criminal estão relacionadas com o alegado esquema de corrupção no campeonato de andebol, noticiado na véspera pela imprensa.

É mais um capítulo da crise que se abate sobre o Sporting Clube de Portugal. Depois dos atos de violência na Academia de Alcochete, durante a tarde de terça-feira, a SAD leonina é alvo de buscas da Polícia Judiciária, no âmbito do inquérito que incide sobre suspeitas de corrupção no andebol.A RTP apurou que, além das diligências em Alvalade, estão a decorrer pelo menos quatro buscas domiciliárias.

O Ministério Público havia confirmado ontem a abertura de uma investigação à alegada compra de equipas de arbitragem nos jogos de andebol profissional, num esquema que teria dado o título nacional ao Sporting na época de 2016/17. As presumíveis irregularidades foram noticiadas na edição de terça-feira do Correio de Manhã.

Já depois de ter repudiado o que considerou ser uma campanha difamatória, o próprio Sporting abriu um processo interno de inquérito ao funcionário do gabinete de apoio ao atleta Gonçalo Rodrigues, elemento que teria estado envolvido no esquema.

“A administração chamou o funcionário Gonçalo Rodrigues, em função das notícias veiculadas hoje pelo Correio da Manhã, sobre o seu alegado envolvimento neste caso, que respondeu que nada tinha feito, estava de consciência absolutamente tranquila”, confirmou fonte do clube, citada pela agência Lusa.

“A administração decidiu abrir um processo de inquérito para apurar qual o seu envolvimento no que veio publicado no Correio da Manhã. Na sequência disso, Gonçalo Rodrigues autossuspendeu-se de funções enquanto durar o processo de inquérito”, acrescentou a mesma fonte.

Tópicos:

Alvalade, Andebol, Buscas, Corrupção, Polícia Judiciária, Sporting,

A informação mais vista

+ Em Foco

Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

    Em entrevista exclusiva à RTP, Flávio, um dos filhos de Jair Bolsonaro, afirmou que o candidato do PT Fernando Haddad devia juntar-se a Lula da Silva.

    Na Venezuela, os sequestros estão a aumentar. Em Caracas, só este ano foram raptadas 107 pessoas.

      Faltam seis meses para a saída do Reino Unido da União Europeia. Dia 29 de março de 2019 é a data para o divórcio. A RTP agrega aqui uma série de reportagens sobre o que o Brexit pode significar.