Aumenta para 27 as aldeias evacuadas em Góis

| País

O número de aldeias hoje evacuadas em Góis, no distrito de Coimbra, devido ao incêndio que lavra desde sábado no concelho, aumentou de 18 para 27, disse o secretário de Estado da Administração Interna.

O governante Jorge Gomes falava aos jornalistas no posto de comando instalado na Selada do Braçal, junto à Estrada Nacional 112, que dá acesso à Pampilhosa da Serra, onde informou que as pessoas evacuadas estão a ser acolhidas no quartel de bombeiros de Góis.

De acordo com o secretário de Estado da Administração Interna, o combate às chamas em Góis já conta com mil operacionais no terreno.

"Neste momento o que importa é a proteção das pessoas e é nisso que estamos a trabalhar. Pedimos às pessoas que não saiam das suas residências, pois a GNR está a efetuar um trabalho de muita proximidade com a população", acrescentou.

O incêndio que lavra desde sábado em Góis aumentou de extensão nas últimas horas devido às constantes mudanças de vento e são esperados mais reforços nas próximas horas.

 

 

Tópicos:

Estrada, Góis Góis, Incêndios Aumenta, Pampilhosa, Selada,

A informação mais vista

+ Em Foco

Houve aldeias ceifadas e vidas destruídas. O medo viveu ao lado de histórias de heroísmo. Contamos as estórias que agora preenchem dezenas de aldeias esquecidas, muitas pintadas a cinza.

    O incêndio de Pedrógão Grande provocou a morte de 64 pessoas e deixou mais de 200 pessoas feridas. Revisitamos os últimos dias com fotografias e imagens aéreas captadas com recurso a um drone.

      É uma tragédia sem precedentes que vai marcar para sempre o país. O incêndio de Pedrógão Grande fez 64 mortos mais de duas centenas de feridos. Há dezenas de deslocados.

      Por que razão não voltou o Homem ao satélite natural da Terra desde a década de 70 do século XX? Uma das explicações pode estar na poeira que cobre a superfície da Lua.