Autarca de Alijó ativa Plano de Emergência Municipal

| País
Autarca de Alijó ativa Plano de Emergência Municipal

A ver: Autarca de Alijó ativa Plano de Emergência Municipal

Depois de reunir com a Proteção Civil, o presidente da Câmara de Alijó, Carlos Magalhães, ativou o Plano de Emergência Municipal.

O concelho de Alijó está a ser consumido por um incêndio desde domingo e que ao fim da tarde de segunda-feira tinha três frente ativas.

"Por unanimidade foi votada a ativação do Plano de Emergência Municipal", revelou Carlos Magalhães.

"Já comuniquei à senhora ministra que o plano foi ativado. A partir de agora temos novas possibilidades bem como outras obrigações", acrescentou, referindo que haverá reuniões sectoriais para acudir às populações.

"Podemos articular diretamente com a tutela e solicitar os apoios necessários", frisou o presidente da câmara de Alijó.

Questionado sobre o que espera da tutela, o autarca foi sucinto. "Da tutela espero tudo", afirmou.

"Mais meios no terreno e posteriormente, porque hoje vai acabar o incêndio ou depois, mas o dia a seguir é que preocupa e com esta ativação do Plano de Emergência, julgo que se podem verificar alguns apoios diferentes do que ocorreriam", explicou Carlos Magalhães.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 260 episódios, o projeto chegou às mais diversas áreas: saúde, engenharias, astronomia, tecnologia, química, história, filosofia, desporto ou geografia.

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.