Miranda do Douro preocupada com abastecimento de água exige rápida resolução

por Antena 1

Foto: ADDP/DR

A autarca de Miranda do Douro afirma-se preocupada com o futuro do abastecimento de água ao concelho. Em causa está o facto de o Governo espanhol ter suspendido as descargas de água do rio Douro para Portugal.

A presidente Helena Barril diz que a captação para abastecimento público é feita do rio Douro e sem água corrente vão começar a surgir problemas nas bombas devido à criação de lixos por estagnação.

A autarca “exige” mesmo uma intervenção firme do Governo português, sobre esta questão.
“Não nos podemos conformar com isto. (…) Tem de haver mais firmeza e uma tomada de posição consentânea com a posição que estamos a viver”, alerta, Helena Barril.

No entanto, fontes do Governo espanhol, citadas pela agência de notícias EFE, dão conta de que esta redução das descargas de água de barragens espanholas da bacia do Douro resulta de um acordo entre Lisboa e Madrid.

Um acordo que resulta da evidência de que Espanha não seria capaz de cumprir os caudais mínimos do rio Douro, como está estipulado na Convenção de Albufeira, que regula a gestão e caudais dos rios partilhados pelos dois países.

Na terça-feira, o ministro do Ambiente, Duarte Cordeiro, já afastava o cenário de um diferendo entre Portugal e Espanha, em torno deste assunto.
pub