Bruno de Carvalho de consciência tranquila

| País
Bruno de Carvalho de consciência tranquila

A ver: Bruno de Carvalho de consciência tranquila

Bruno de Carvalho deslocou-se esta quinta-feira, por sua própria iniciativa, para consultar o requerimento no Departamento de Investigação e Ação Penal e prestar declarações sobre as agressões em Alcochete.

A iniciativa do ex-presidente do Sporting ocorre um dia depois de Bruno Jacinto, funcionário do Sporting, ter ficado em prisão preventiva, depois de ter sido ouvido em primeiro inquérito judicial, no âmbito do mesmo processo.

À saída do DIAP no Campus da Justiça, o ex-presidente do Sporting negou que seja arguido no processo e reiterou que "não recebeu nenhuma intimação judicial."

Aos jornalistas, Bruno de Carvalho afirmou que "se houvesse algum mandado, que não há, eu não estava aqui".

A informação mais vista

+ Em Foco

A 15 de outubro de 2017, uma vaga de incêndios fez 50 mortos e dezenas de feridos. Reunimos aqui um conjunto de reportagens elaboradas um ano depois da catástrofe.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.

      Um terramoto de magnitude 7,5 e um tsunami varreram a ilha de Celebes, causando a morte de pelo menos duas mil pessoas. A dimensão da catástrofe é detalhada nesta infografia.

        O desaparecimento do jornalista saudita fragiliza a relação dos EUA com uma ditadura que lhe tem sido útil a combater o Irão e a manter os preços do petróleo.