Câmara de Barrancos afasta técnico na sequência de reportagem da RTP

| País

|

Um comunicado da Câmara de Barrancos anuncia o "afastamento imediato" do chefe da sua Unidade de Obras e Serviços Urbanos, actualmente sujeito a uma investigação judicial. A decisão surge na sequência de uma reportagem do programa "Sexta às 9", da RTP.

O comunicado, assinado pelo presidente da Câmara, João Serranito Nunes, afirma que "o Município de Barrancos, confrontado com informações de uma reportagem da RTP sobre um cidadão que desempenha funções atualmente no concelho, esclarece que desconhecia qualquer situação, suspeita ou investigação em relação ao referido cidadão no quadro do desempenho de anteriores funções públicas".

Ao tomar conhecimento dessa investigação, afirma mais adiante "a exigência ética que colocamos na gestão dos dinheiros públicos levam a exigir o afastamento imediato do técnico Paulo Ventura como chefe da Unidade de Obras e Serviços Urbanos desta Câmara".

A informação mais vista

+ Em Foco

O antigo procurador-geral da República do Brasil revelou à RTP que já recebeu várias ameaças de morte e defendeu uma reforma profunda do sistema político brasileiro.

Quando Ana Paula Vitorino indicou Lídia Sequeira, a economista ainda era gerente da sua empresa, o que viola a lei em matéria de incompatibilidades e o dever de imparcialidade.

Em seis anos, as investigações sucederam-se, sem poupar ninguém, da política ao futebol e à banca, seguindo a bandeira da ainda procuradora geral, o combate à corrupção.

    O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.