CDS-PP encara as autárquicas como "oportunidade de crescimento"

por Agência LUSA

O CDS-PP encara as próximas autárquicas como uma "oportunidade de crescimento" e está aberto a coligações com o PSD em concelhos onde esse seja um "factor decisivo de vitória", disse sexta-feira à noite o vice-presidente do partido.

"O CDS-PP entende que é preciso iniciar com prontidão a caminhada para ter bons resultados" nas autárquicas, afirmou António Pires de Lima, em declarações aos jornalistas durante um intervalo do Conselho Nacional do partido.

Um "caminho" que, segundo o vice-presidente do CDS-PP, terá de ser construído "de baixo para cima", ou seja, a partir de cada Junta de Freguesia e de cada Câmara Municipal, "ouvindo as vontades locais e respeitando a especificidade que cada local apresenta".

Frisando que o CDS-PP encara as próximas eleições autárquicas, que deverão decorrer em Outubro de 2005, como um "desafio" e uma "oportunidade de crescimento", Pires de Lima adiantou ainda que o partido está aberto a coligações com o PSD em locais onde esse seja um "factor decisivo de vitória".

"A AD tem de ser compreendida, entendida e aceite como uma marca vitoriosa", sublinhou o vice-presidente do CDS-PP, reconhecendo, contudo, que os resultados obtidos pela coligação PSD/CDS-PP nas últimas eleições europeias e regionais ficaram "aquém das expectativas".

"Mas o CDS-PP quer manifestar desde já a sua disponibilidade" para concorrer coligado, disse Pires de Lima, sublinhando que, posteriormente, se verá qual a fórmula a adoptar em cada concelho.

Pires de Lima recordou ainda que nas últimas autárquicas o CDS- PP concorreu sozinho em Lisboa, mas no Porto, em Sintra, Cascais e Coimbra foi às urnas coligado com o PSD, "uma coligação que permitiu a vitória".

Segundo o vice-presidente do CDS-PP, na reunião de sexta-feira à noite, o Conselho Nacional manifestou ainda "total confiança e solidariedade" para com os dirigentes do partido nos Açores e na Madeira, apesar dos resultados das últimas eleições regionais terem ficado "aquém das expectativas.

O Conselho Nacional saudou ainda o partido republicano dos Estados Unidos da América pela sua "contundente" vitória nas eleições de terça-feira.

No Conselho Nacional que decorreu sexta-feira à noite num hotel de Lisboa, António Pires de Lima foi eleito vice-presidente do partido, com 77 votos a favor, cinco contra e três brancos.

Pires de Lima é o primeiro vice-presidente do partido, cargo previsto nos estatutos do CDS-PP, mas cuja criação até agora nunca tinha sido concretizada.

VAM.

Lusa/Fim


pub