CIP arrasa descida da TSU

por Paula Véran

Os patrões juntam-se ao coro de críticas às mexidas na Taxa Social Única. A CIP considera que o desemprego vai aumentar e também se queixa de que não foi ouvida sobre as medidas de austeridade.

A Confederação Industrial reagiu esta tarde à medidas anunciadas por Passos Coelho e detalhadas por Vitor Gaspar, dizendo que ela não serve no contexto atual da economia portuguesa.

António Saraiva diz que os benefícios que possa trazer às empresas a redução da TSU correm o risco de ficar completamente anulados pela contração do mercado interno, visto a mesma "ser conseguida à custa de um aumento das contribuições por parte dos trabalhadores".

O presidente da Confederação Empresarial Portuguesa (CIP) junta-se ao coro de críticas às mexidas na Taxa Social Única. Um coro onde já estão sindicatos, empresários, partidos da oposição e inclusivamente nomes ligados aos partidos que suportam a maioria.

Foi, de resto, o anúncio desta medida que levou António José Seguro a Belém esta manhã, para uma conversa com Cavaco Silva.

(Com Daniel Belo e Marcos Celso)