Começou a recolha de amostras de sangue para o Inquérito Serológico Nacional

por RTP
Benoit Tessier - Reuters

A recolha iniciou-se esta manhã e está a ocorrer entre as pessoas que vão fazer análises de rotina aos cerca de 100 laboratórios privados e hospitais do SNS aderentes. O Inquérito Serológico é conduzido pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. Serão selecionados 1720 adultos e 352 crianças, com menos de dez anos, numa amostra da população residente em Portugal.

Pretende-se, assim, conhecer como é que o vírus da Covid-19 está disseminado no país através da presença de anticorpos no sangue.

Uma informação importante, já que um número elevado de pessoas pode ter sido infetado sem ter revelado qualquer sintoma.

A presença de anticorpos pode ainda indiciar o nível de imunidade da população.

O trabalho de campo, que hoje se inicia, vai decorrer durante três semanas.

As amostras serão processadas no Laboratório Nacional de Referência para a Gripe do Instituto Ricardo Jorge. Em julho, deverão ser conhecidos os resultados.

Prevê-se a realização de outro inquérito, mais alargado, dentro de cinco meses e depois outros três, de três em três meses, para avaliar a evolução e a distribuição de anticorpos com passagem do tempo.

Ana Paula Rodrigues, coordenadora do inquérito, refere que, caso seja necesário, o Instituto avança para novo inquérito mais cedo do que a previsão.
Para já, o Instituto avança com uma amostra mais reduzida, exequível em menos tempo.
Tópicos
pub