Condenado a 22 anos e nove meses de prisão o homem acusado de matar ator Bruno Candé

por RTP

Foi condenado a 22 anos e nove meses de prisão o homem acusado de matar ator Bruno Candé. O crime aconteceu em julho no ano passado numa rua de Loures.

O arguido, de 76 anos, estava acusado do crime de homicídio qualificado, agravado por ódio racial.

Nas alegações finais, o Ministério Público pediu uma pena não inferior a 22 anos de prisão efetiva.

Alertou ainda para a postura do arguido, referindo que, durante as sessões de julgamento, demonstrou "indiferença" relativamente ao crime.

Na primeira audiência do julgamento, o homem confessou que disparou seis tiros contra a vítima.

A defesa fala num passo histórico sobretudo pela condenação sobre a motivação racista.
pub