Conferência Episcopal regozija-se com nomeação de Delfim Gomes para bispo auxiliar de Braga

por Lusa

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) manifestou hoje "o seu regozijo" pela nomeação do padre Delfim Esteves Gomes como bispo auxiliar da arquidiocese de Braga,

Em comunicado, a CEP considera que "a Igreja em Portugal e, particularmente, a Arquidiocese de Braga vão usufruir da experiência e competência de D. Delfim Gomes em setores como o cuidado pastoral dos fiéis e comunidades, a formação nos seminários, a educação moral e religiosa católica, as questões sociais da pobreza, droga, toxicodependência e defesa da vida, a coordenação de centros sociais, unidades pastorais e organismos diocesanos".

"Invocamos a bênção de Deus sobre D. Delfim Gomes, para que exerça o seu ministério episcopal com dedicação e zelo pastoral, em dinamismo sinodal e evangelizador", acrescenta a nota da Conferência Episcopal.

O padre Delfim Esteves Gomes, de 60 anos, até agora sacerdote da diocese de Bragança-Miranda, foi hoje nomeado pelo Papa Francisco como bispo auxiliar de Braga, arquidiocese liderada pelo bispo José Cordeiro, anunciou o Vaticano.

Delfim Esteves Gomes natural de Bragança, onde nasceu em 01 de janeiro de 1962, junta-se a Nuno Almeida como auxiliar de Braga.

Segundo os dados divulgados em comunicado pelo Vaticano, após completar os seus estudos no Seminário Maior do Porto, Delfim Esteves Gomes obteve o grau de Mestre em Teologia, tendo sido ordenado padre sacerdote em 03 de setembro de 1989.

Prefeito e, posteriormente, vice-Reitor do Seminário Maior de São José (1990-1992), pároco de Vila Flor (1992), arcipreste do Arciprestado de Vila Flor (1995-2012), chefe da equipa do Projeto de Luta contra a Pobreza (1995-2000), coordenador distrital do Projeto de Vida (1996-2000), coordenador distrital do Instituto Português da Droga e da Toxicodependência (2000-2022), vigário episcopal para o Clero (2011-2021), vice-presidente do Instituto Diocesano do Clero (desde 2012), diretor do Secretariado Diocesano para a Educação Moral e Religiosa Católica (desde 2016) e membro do Secretariado Nacional para a Educação Moral e Religiosa Católica (2016-2022), foram alguns dos cargos que já ocupou.

Foi também membro do Colégio de Consultores, do Conselho Presbiteral e do Conselho Pastoral Diocesano, reitor do Santuário Diocesano de Nossa Senhora da Assunção e coordenador da dimensão pastoral no Seminário Diocesano.

Atualmente estava na Unidade Pastoral Senhora da Assunção do Arciprestado de Moncorvo e era delegado para o Clero, segundo informação da Santa Sé.

O atual arcebispo de Braga, José Cordeiro, que tomou posse no dia 12 de fevereiro deste ano, estava também na diocese de Bragança-Miranda antes de rumar ao Minho.

 

pub