Contratação de técnicos de emergência médica pré-hospitalar abre guerra no INEM

| País
Contratação de técnicos de emergência médica pré-hospitalar abre guerra no INEM

A ver: Contratação de técnicos de emergência médica pré-hospitalar abre guerra no INEM

O INEM gastou mais em meios aéreos, mas continua com os mesmos médicos e enfermeiros. Contratou apenas técnicos de emergência médica pré-hospitalar, uma nova classe profissional dentro da função pública que abriu uma guerra interna na instituição.

Há 100 recém-contratados que estão a receber ordenado do Estado, mas que não terminaram sequer a formação porque alguns módulos estão parados.

A Ordem dos Enfermeiros proibiu os profissionais de darem este curso que foi, no entanto, aprovado pela Ordem dos Médicos.

Entretanto, o INEM está a ser investigado pelo Ministério Público pela alegada negligência na tragédia de Pedrogão Grande e os problemas no socorro mantêm-se, como o Sexta às 9 confirmou no terreno.

A informação mais vista

+ Em Foco

O economista guineense Carlos Lopes considera que a Europa tem discutido as migrações e outras questões africanas, sem consultar os africanos.

    A revelação foi feita durante uma entrevista exclusiva à RTP à margem da cimeira de CPLP, que decorreu esta semana em Cabo Verde.

    Em entrevista à RTP, Graça Machel revela que o grande segredo de Nelson Mandela era fazer sentir a cada pessoa com quem falava que era a mais importante.

    Apesar da legislação contra estas situações, os Estados Unidos são dos países que mais importam produtos em risco de serem produzidos através de trabalhos forçados.