DGSP avançou com processos disciplinares a 16 guardas prisionais

| País
DGSP avançou com processos disciplinares a 16 guardas prisionais

A ver: DGSP avançou com processos disciplinares a 16 guardas prisionais

Três dias depois dos distúrbios no Estabelecimento Prisional de Lisboa, a direção geral dos serviços prisionais avança com vários processos disciplinares a 16 guardas.

Ao Diário de Notícias, o diretor dos Serviços Prisionais alega que os guardas em causa abandonaram o serviço e recusaram fazer horas extraordinárias.

Celso Manata entende que a rebelião dos reclusos foi causado indirectamente pelos guardas prisionais do EPL.

Argumentos contestados pelos sindicatos.

Por isso para a próxima sexta-feira está já marcada uma vigília junto à sede da Direção Geral para reivindicar a demissão do próprio Celso Manata.

Os guardas prisionais não afastam a possibilidade de uma greve.

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma semana após a extinção do incêndio de Monchique, a televisão pública esteve no barlavento algarvio com uma emissão especial sobre o cíclico flagelo dos incêndios e as alterações climáticas.

    Fãs de Aretha Franklin homenagearam a icónica cantora norte-americana em várias cidades dos Estados Unidos. A rainha da Soul morreu na manhã de quinta-feira na sua casa em Detroit.

      Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

        Há uma nova rota turística pela cidade de Lisboa, baseada em memórias de lisboetas mais antigos. São beneficiários da Associação Mais Proximidade Melhor Vida.