Drenagem da pedreira de Borba é a prioridade

| País
Drenagem da pedreira de Borba é a prioridade

Em Borba, as prioridades estão definidas assim que o dia nascer. A proteção civil estabelece como objetivo começar a retirar a água da pedreira onde ocorreu o deslizamento de terras no início da semana.

As equipas estiveram a trabalhar na instalação de motobombas e geradores para que a operação de drenagem da água comece bem cedo, como explicou o comandante distrital de operações de socorro de Évora, José Ribeiro.

A pedreira tem uma profundidade de 50 metros e só quando a água for retirada é que vai ser possível fazer um balanço final.

Por agora, estão confirmadas duas vítimas mortais e talvez, mais três pessoas tenham sido arrastadas na derrocada, como conta o responsável operacional.



Entretanto a Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) abriu um inquérito para apurar as condições de segurança e saúde dos trabalhadores da pedreira.

Depois do desabamento de terras, ainda na segunda-feira, a ACT enviou para o local uma equipa de inspetores.

A informação mais vista

+ Em Foco

Foi há 20 anos que começou o realojamento dos antigos moradores do Casal Ventoso. No entanto, muitos residentes dizem ter sido deixados ao abandono.

    Entrevista da correspondente da RTP em França, Rosário Salgueiro.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.