É preciso repensar o plano estratégico da TAP

por Antena 1

O presidente executivo da companhia aérea assumiu, perante os deputados, que há partes do plano traçado na altura da reprivatização que não estão a ser cumpridas e defendeu uma revisão das metas da empresa.

O presidente executivo da TAP, Antonoaldo Neves, falou na comissão parlamentar de economia do Parlamento.

Sobre a polémica dos prémios atribuídos pela empresa, Antonoaldo Neves referiu que esta é uma prática normal na TAP que já acontece desde o tempo em que a companhia pertencia ao Estado e tornou pública uma conversa que teve com o ex-presidente da TAP, Fernando Pinto, sobre este assunto.

No início de junho ficou a saber-se que em 2018 a TAP pagou prémios de 1,171 milhões de euros a 180 trabalhadores.
pub