Falta de medicamentos não é novidade, refere Associação Nacional de Farmácias

| País
Falta de medicamentos não é novidade, refere Associação Nacional de Farmácias

Reuters

Continuam a faltar mais de uma dezena de medicamentos nas prateleiras das farmácias portuguesas. Entre eles, refere a Associação Nacional de Farmácias medicamentos para doenças como Parkinson, hipertensão, asma, epilepsia ou diabetes.

Tiago Galvão diretor da ANF diz que este problema não é de agora e tem vindo a agravar-se.

Existe alguns casos, refere Tiago Galvão, em que a falta de medicamentos nas farmácias obriga a interromper os tratamentos.

Outros como a DPOC - doença pulmonar obstrutiva - existem alternativas terapêuticas, mas o doente tem de voltar ao médico e à farmácia

Um relatório do centro de estudos e avaliação em Saúde indica que no ano passado faltaram 64 milhões de embalagens de medicamentos nas farmácias portuguesas. Mais 25 por cento do que em 2017.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP ouviu os seis lideres partidários sobre temas que escapam aos programas políticos e que contribuem para definir o perfil dos candidatos.

    Uma sondagem da Universidade Católica aponta para o fim da hegemonia laranja na Madeira, apesar da vitória do PSD nas regionais (38%) do próximo domingo.

    Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.