Famílias afetadas por fogo em Sacavém realojadas pela Câmara de Loures

| País

As 14 famílias de Sacavém que ficaram desalojadas em maio, na sequência de um incêndio, já foram realojadas em fogos municipais, anunciou hoje o presidente da Câmara Municipal de Loures.

O anúncio foi feito ao início desta tarde por Bernardino Soares (CDU), durante uma conferência de imprensa que se realizou no Quartel dos Bombeiros Voluntários de Sacavém, local onde as 14 famílias - constituídas por 37 pessoas, das quais 20 são adultos e 17 menores - pernoitaram até ao fim de semana.

No passado dia 19 de maio, um incêndio numa zona de mato, em Sacavém, no distrito de Lisboa, atingiu as instalações de um antigo paiol do Exército, da responsabilidade do Ministério da Defesa, deixando desalojadas 14 famílias que ali moravam em condições precárias.

O antigo paiol é, desde 1989, propriedade da Empordef, `holding´ estatal que gere as participações públicas nas empresas de Defesa e que é tutelada pelo Ministério da Defesa.

 

Tópicos:

Bernardino, Câa Loures Loures, Voluntários,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em Pedrógão Grande, dois anos depois dos incêndios, quase só os estrangeiros são atraídos para a região.

Uma equipa da RTP acompanhou o curso dos novos seguranças pessoais, "sombras" de quem protegem.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.