Ficaram em prisão domiciliária os três inspetores do SEF

por RTP

Estão em prisão domiciliária os três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras suspeitos do homicídio de um cidadão ucraniano no aeroporto de Lisboa.

Os três arguidos optaram por não prestar declarações no interrogatório judicial.

O crime terá sido cometido a 12 de março, nas instalações do Centro de Instalação Temporária do SEF, no aeroporto Humberto Delgado.
pub