FNAM admite greve

por Mário Rui Cardoso

A Federação Nacional dos Médicos diz-se "desconsiderada" pela ministra da Saúde e admite a hipótese de avançar para uma greve. O presidente da comissão executiva da FNAM participou esta manhã num protesto simbólico no Hospital de São José, em Lisboa, para chamar a atenção para as dificuldades dos médicos que trabalham em exclusividade no Serviço Nacional de Saúde, cujo número tem vindo a descer "sistematicamente" nos anos mais recentes.

pub