Fogo de Alijó aproxima-se de mais uma aldeia, retiradas cinco pessoas

| País

O incêndio em Alijó aproximava-se, pelas 19:40, de mais uma aldeia, Franzilhal, de onde foram já retiradas cinco pessoas de quatro habitações, incluindo dois acamados que vão ser transportados para a Santa Casa da Misericórdia de Alijó.

Estas cinco juntam-se às 16 pessoas (crianças, idosos e doentes) já retiradas durante a tarde de hoje de algumas aldeias do concelho de Alijó, cujo incêndio possuía, pelas 18:00, três frentes ativas, depois de várias reativações.

As chamas aproximaram-se e rodearam algumas aldeias durante a tarde, nomeadamente Vila Chã, Francelos, Pegarinhos e Porrais, já no concelho de Murça, e os acessos a estas localidades estão bastante condicionados.

As estradas municipais entre Vila Chã e Francelos e entre Santa Eugénia e Carlão estiveram também cortadas.

O incêndio em Alijó deflagrou na madrugada de domingo e, de acordo com informações disponibilizadas pelas 19:50 na página da Internet da Proteção Civil, estava a ser combatido por oito meios aéreos, 532 operacionais e 159 viaturas.

Tópicos:

Chã Francelos Pegarinhos, Eugénia, Misericórdia, Proteção,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 260 episódios, o projeto chegou às mais diversas áreas: saúde, engenharias, astronomia, tecnologia, química, história, filosofia, desporto ou geografia.

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.