Fogo que começou na Guarda já atingiu o concelho de Almeida

| País

O incêndio que esta tarde começou no concelho da Guarda entrou no concelho de Almeida e tem quatro frentes que avançam em direção a quatro freguesias, disse à agência Lusa o presidente da Câmara de Almeida.

Segundo o autarca de Almeida, António Baptista Ribeiro, pelas 22:50 o incêndio rural seguia "ao longo de toda a Ribeira das Cabras", em direção às freguesias de Freixo, Parada, Cabreira e Amoreira.

"Não há vento, mas o incêndio está complicado. Está a lavrar nas duas margens da Ribeira das Cabras e com quatro frentes muito ativas", referiu o presidente da Câmara Municipal de Almeida, que está no terreno a acompanhar a situação.

O autarca acrescentou que, pelas informações que possui do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda, não há nenhuma habitação atingida pelas chamas.

Contou que na aldeia de Freixo decorria esta noite um convívio com um grupo de espanhóis, que incluía a atuação de um rancho folclórico do país vizinho, tendo o espetáculo sido cancelado devido à proximidade do incêndio.

O fogo começou pelas 13:15 em Rochoso, no concelho da Guarda, e evoluiu para os concelhos vizinhos de Almeida e do Sabugal.

Pelas 23:15 o fogo rural estava a ser combatido por 272 operacionais e 93 viaturas, segundo informação disponibilizada na página da internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Tópicos:

Baptista, Freixo Parada Ceira, Proteção, Ribeira, Sabugal,

A informação mais vista

+ Em Foco

No centro do país, pelo menos 30 mil hectares arderam nos últimos dias. As imagens da NASA permitem ver a evolução dos fogos que afetaram a região centro do país.

    Hotéis de luxo e restaurantes de autor crescem ao lado de quem vive sem água ou luz. A Comporta tem um novo proprietário que quer transformar aquela zona num local para estrangeiros ricos.

    O Parque das Nações vai receber as duas semifinais e a final nos dias 8, 10 e 12 de maio do próximo ano. Já o festival português vai decorrer em Guimarães.

    Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A caminho das autárquicas a Antena 1 fixa o país em 20 retratos.