Fogos continuam ativos em Mangualde, Oleiros e Guarda, mas começam a ceder - Proteção Civil

| País

O incêndio que deflagrou, no domingo, em Póvoa de Cervães, no concelho de Mangualde, distrito de Viseu, continua a lavrar com intensidade, mas "começa a ceder", disse hoje à agência Lusa fonte da Proteção Civil.

O fogo "mantém duas frentes ativas", mas "a concentração e reforço de meios" de combate estão a fazer com que as chamas comecem a ceder, acrescentou a mesma fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Este é o incêndio que, na região Centro, mais preocupa as autoridades e aquele que, de acordo com a mesma fonte, pelas 03:00, mais meios mobilizava: 486 operacionais e 146 veículos.

Este incêndio em Póvoa de Cervães, na freguesia de Santiago de Cassurrães e Póvoa de Cervães, é um dos três fogos que deflagraram no concelho de Mangualde na tarde de domingo, entre as 15:52 e as 16:09.

Os outros dois incêndios começaram em Abrunhosa-a-Velha e Cunha Baixa, e estão ambos em fase de conclusão, isto é, extintos, com "pequenos focos de combustão" nos respetivos perímetros.

Ativas mentêm-se também as chamas em Oleiros, no distrito de Castelo Branco, na sequência do fogo que deflagrou pelas 15:51 de segunda-feira, em Cavalinho (freguesia de Mosteiro), e em Rochoso, no concelho da Guarda, pelas 13:15, também na segunda-feira.

Num e noutro caso, o combate aos incêndios, que progridem em duas frentes cada um, estava, pelas 03:00, a "evoluir favoravelmente", de acordo com a ANPC.

Em Oleiros, as chamas estavam a ser combatidas por 300 operacionais, apoiados por uma centena de viaturas, e na Guarda por 290 operacionais e 96 meios terrestres.

O incêndio, que arde desde as 1:55 de domingo em Vila Chã, no concelho de Alijó (Vila Real), é aquele que esta noite mais meios de combate concentra, envolvendo, pelas 03:00, 689 operacionais e 181 viaturas, acrescentou a mesma fonte.

De acordo com a página da ANPC na internet, pelas 03:30 registavam-se em todo o país 14 incêndios, que mobilizavam um total de 1961 operacionais e 610 meios terrestres.

Cinco incêndios estão ativos, um em resolução e oito em conclusão, indicou.

Tópicos:

ANPC, Proteção, Santi Cassurrães Póvoa, Velha Cunha,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.