Furacão Ophelia sobe para categoria 2 a caminho dos Açores

| País

|

O Furacão Ophelia subiu nas últimas horas para categoria 2. Com ventos na ordem dos 150 quilómetros por hora deverá atingir as ilhas de Santa Maria e São Miguel a partir da tarde de sábado.

O furacão Ophelia estava a 1.150 quilómetros a sudoeste dos Açores às 22 horas (hora de Lisboa) e apesar de estar estacionário deverá voltar nas próximas horas a deslocar-se para este/nordeste em direção às ilhas do grupo oriental do arquipélago dos Açores.
 
O furação passou para categoria 2 – numa escala que vai até 5 – com ventos a soprar na ordem dos 150 quilómetros por hora, rajadas que podem chegar aos 185 Km/h e ondulação que pode atingir os seis metros de altura.

Os efeitos do furacão Ophelia deverão começar a senitir-se nos Açores a partir das 12 horas de sábado. Foto: NHC

A sua passagem junto às ilhas de Santa Maria e São Miguel deverá provocar “precipitação forte, ventos com força de tempestade tropical e agitação marítima forte”, segundo informou a delegação dos Açores do Instituto do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Para as ilhas de Santa Maria e São Miguel foi emitido um aviso laranja para vento e um aviso amarelo para agitação marítima entre as 12 horas de sábado e as 06 horas de domingo. 


O presidente da Proteção Civil dos Açores, Carlos Neves, disse à RTP que está a ser equacionada a deslocação de reforços de São Miguel para Santa Maria.

A Autoridade Marítima recomendou um reforço das amarrações das embarcações atracadas e a colocação em terra dos barcos mais pequenos, sobretudo nas ilhas de São Miguel e Santa Maria.

Para os grupos central (Faial, Terceira, São Jorge, Pico e Graciosa) e ocidental (Flores e Corvo), o IPMA informa que "uma superfície frontal com atividade moderada a forte irá atingir" estas sete ilhas a partir da próxima madrugada, provocando precipitação forte que poderá ser acompanhada de trovoada.

Tópicos:

Categoria, Furacão, Ilhas, Ophelia, Tempestade, Vento, Açores,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.